> vídeo

> Teaser.

> Dependências.

> Barcos de papel.

> Águas turvas.

> Cachorrinho abandonado.

> Mundo de problemas.

> texto

> Tabaco, drogas e outras coisas má(i)s I.

> Tabaco, drogas e outras coisas má(i)s II.

> O ambiente da Natureza.

> Introdução ao artigo escrito 3.

> Sexo: cruel prazer.

> Um cão, um gato, um amigo.

> Juntos por tantas causas.

 

 

> Consulta o calendário do projecto.

> posts recentes

> Apresentação na escola.

> Destaque.

> Mundo de problemas.

> Apresentação na escola.

> Juntos por tantas causas.

> Cachorrinho abandonado.

> Um cão, um gato, um amigo...

> Alterações.

> Águas turvas.

> Imprevistos.

> Sexo: cruel prazer.

> Introdução ao artigo «Sex...

> Notícias.

> Barcos de Papel.

> Dificuldades II.

> O ambiente da Natureza.

> Dificuldades.

> Tabaco, drogas e outras c...

> Dependências.

> Informação sobre o 1.º ar...

> Tabaco, drogas e outras c...

> Teaser.

> Os preparativos.

> Calendário.

> O início.

> tags

> todas as tags

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008
O ambiente da Natureza.
Um momento romântico pede sempre pouca luz, apenas umas velas, uma música agradável e uma sala aconchegante. Não é costume dizer-se que é preciso criar ambiente? Pois bem! E no dia-a-dia, será que a Natureza tem um ambiente agradável à nossa visão, ao olfacto, à audição? Será que temos um verdadeiro ambiente da Natureza?
 
A palavra «Natureza» representa tudo aquilo que pode ser designado de natural, ou seja, todo o ambiente existente que não teve intervenção humana. Mas o Homem, há muito que deixou as cavernas, por isso temos, antes de mais, que nos preocuparmos com a nossa casa, a nossa rua e a nossa cidade, (não nos esquecendo dos campos, das praias, das serras e das florestas).
A necessidade de conservar a Natureza, a paisagem e até mesmo as construções que o Homem ergue, levou a humanidade à criação de Áreas Protegidas, como por exemplo, parques e reservas naturais, entre outros: tudo para se tentar travar a permanente destruição do nosso ambiente, cada vez mais cheio de pessoas que precisam de uma casa para morar e que procuram o luxo do desenvolvimento tecnológico.
 
Mudança de hábitos
Pouco se ligava ao nosso planeta quando se começou a descobrir o quanto podia ser fácil usar o petróleo e outros combustíveis fósseis… No final do século XX, a comunidade científica e outras entidades superiores finalmente puseram um travão ao problema da poluição, que já estava a adquirir proporções insustentáveis: começou aqui a jornada a favor do uso de energias alternativas e contra os recursos não renováveis, poluentes e cada vez mais escassos.
Entre o Reduzir e o Reutilizar, apareceu então a Reciclagem.
 
A Reciclagem
O termo «Reciclagem» refere-se, genericamente, ao reaproveitamento de materiais com destino a formar novos produtos que possam ser usados em benefício do Homem. Muitos materiais podem ser reciclados e os exemplos mais comuns são o papel, o vidro, o metal e o plástico.
Reciclar permite que se desacelere e até mesmo que se reduza a acumulação progressiva de lixo; permite a produção de novos materiais, como já foi referido e, ainda, diminui as emissões de gases que podem provocar efeito de estufa, chuvas ácidas entre outros graves problemas.
Toda a gente já ouviu falar dos ecopontos, de como se devem separar os resíduos. Todos sabem que este é um pequeno passo para a utilização mais racional dos recursos naturais. Isto é muito importante porque o Homem utiliza o que a Natureza lhe oferece depressa demais: se continuarmos a utilizar o petróleo ao ritmo de agora, ele vai acabar mais depressa do que o que podemos imaginar…
Por outro lado, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através das melhorias ambientais, como também tem gerado muitos postos de trabalho. Assim, para muitas das pessoas que trabalham na reciclagem (em especial os que têm menos educação formal), esta é uma das únicas alternativas de ganhar o seu sustento.
 
 
Temos que fazer a nossa parte.
Deve ser na escola que se começa a motivar a população para os problemas do nosso mundo, o que abrange também os problemas ligados à Natureza. Direccionado aos estudantes já foi criado um projecto educativo internacional promovido pela organização europeia “Fundação Para a Educação Ambiental”, o Programa Eco-escolas que se destina a melhorar o desempenho ambiental e a gestão do espaço escolar.
E também já são muitos os Clubes da Floresta e do Ambiente nas escolas portuguesas. Com pequenas actividades e iniciativas começa-se a marcar a diferença, quem sabe se o que começa na escola não acaba em cada uma das nossas casas. Quando todos colaborarem, os resultados serão certamente surpreendentes!
 
Aquelas frases cliché que se repetem ficam sempre bem! Só temos uma Terra para viver… Não te esqueças.
feeling: amigos do ambiente
publicado por Paulo Barbosa às 22:25
link do post | comentar | favorito
|
> links
> e-mail

post-it-amarelo

@sapo.pt

> newsletter

O teu e-mail:

FeedBurner

> Dia 29: Caracteres da nossa alimentação.
Irmos aos bares das escolas mostra as mudanças nos hábitos de alimentação dos jovens. Hoje em dia, as pessoas só não comem apenas hamburgueres e pizzas, porque são dos poucos alimentos aos quais não têm acesso no bar da escola.